11 dezembro 2010

ÉTICA AMBIENTAL

Trabalho de aula de alunos da Engenharia Ambiental
da UNESC de Criciúma SC.




11 outubro 2010

E O PIOR ...'TÁ FICANDO PIOR!!!

Eu sou uma pessoa severamente com essas coisas...

BRAZIU ...ZIU ...ZIU

PIOR DO QUE ESTÁ NÃO FICA!

10 abril 2010

PARA RELAXAR!

Lagunenses e lagunistas, uni-vos para contemplar a beleza do presente, herança de nosso passado histórico!



04 fevereiro 2010

CIDADANIA

NOSSO PROGRESSO

Lamentavelmente a Administração Pública de Criciúma SC toma uma decisão inversamente proporcional a que vem sendo tomada em grandes centros urbanos e contra a “humanização" do trânsito. Estão retirando um “calçadão" situado entre o Colégio São Bento e a Praça do Congresso em nome de "maior fluidez" no tráfego de veículos. Sem discussão com a comunidade, sem estudos de impacto de vizinhança chegaram "ditatorialmente" a esta “brilhante” atitude!


Mais uma vez a "máquina" sai vitoriosa em detrimento do conforto e do bem estar de pedestres, alunos, usuários da Praça do Congresso, enfim, perde a comunidade. Perde o cidadão. Para resolver os problemas de cheias em nossa cidade, nunca vi a demolição qualquer das inúmeras obras ilegais e irregulares estabelecidas sobre e às margens do Rio Criciúma, isto sim em benefício de toda a comunidade.


Mas para "perfumarias" e nítido "desvio de foco" dos sérios problemas em nossa estrutura viária, toma-se uma atitude pouco inteligente destas, talvez atendendo ao pedido de algum colaborador importante na última campanha eleitoral (quem sabe?), em detrimento dos milhares de usuários pedestres, que circulavam seguros naquele espaço. Lamentável!

Espero, sinceramente, que nada de ruim aconteça, com as crianças e jovens que por ali passam diariamente. Espero que diariamente a Guarda Municipal de Trânsito dê proteção aos pedestres que utilizam as faixas de pedestres contra os incautos e mal educados motoristas, que vão aproveitar da tal “maior fluidez". Espero que não seja necessário se colocar a “tranca" de volta no caso da "porta ser arrombada". Esperemos, pois! “Êta pogresso”!

Criciúma, 02 de fevereiro de 2010

Jairo Viana de Oliveira Junior

_____________________________
Publicado no site: http://www.sulnoticias.com/opiniao.php/page/opiniao/ed/6/cdn/20037
 
Fotos e notícia do site: http://www.engeplus.com.br/conteudo.php?int=noticia&codigo_not=19684

23 janeiro 2010

EDUCAÇÃO(?) E CIDADANIA

Ora sì, siamo molto male!

Tenho acompanhado pela mídia local debate sobre o constante desrespeito à cidadania e às leis de trânsito, promovido por "condutores" de veículos que deseducadamente insistem em utilizar as calçadas como estacionamento. Cheguei a ler que se trata de uma "cultura" tal atitude. Além da assertiva de que "(...) não surge ninguém para defender, só ecoa a reclamação dos infratores." Pois aqui estou para, também, fazer eco em defesa da legalidade e , democraticamente, protestar!

Como é que é? Então a reclamação dos infratores está sendo levada em consideração? Ora bolas, só me faltava essa! Temos é que dar os parabéns à municipalidade e ao órgão de trânsito pela ação de fiscalização! E que se repita rotineiramente! Se não há educação que se aplique as penalidades previstas.

Convivemos com constatantes problemas viários em Criciúma, com reflexo terrível no trânsito de veículos e, principalmente com total desconsideração à ciclistas e pedestres. A educação dos motoristas de nossa cidade está longe de ser citada como exemplo. Fácil constatar quando se dirige pela área central de Criciúma em horários de pico. Mais fácil ainda observar quem utiliza de forma irregular (ou ilegal?) as vagas para idosos e deficientes físicos em centros de compras e supermercados, principalmente, ou estaciona em fila dupla ou sobre a faixa de pedestres, excede a velocidade máxima da via, utiliza aparelho sonoro acima dos limites permitidos, ...etc. São tantas e constantes as infrações que presenciamos diariamente (e nem sempre flagradas pela autoridade de trânsito) que muitas vezes nos faz preferir andar à pé, pelo bem de nosso estado emocional.

Mas a discussão em tela é sobre o estacionamento sobre calçadas, cuja nomenclatura correta seria PASSEIO PÚBLICO. O termo já diz tudo: o passeio é público. É espaço exclusivo do pedestre (geralmente esquecido nas deliberações da autoridade de trânsito) e, convenhamos, já não é uma maravilha em Criciúma. Ora, se um estabelecimento comercial, seja restaurante, bar ou revenda de veículos, se instalou sem levar em conta a necessidade de ter vagas suficientes de estacionamento, falhou no planejamento. E não podemos admitir que, o que é público, possa passar à ser privado. Estamos invertendo toda a ordem e aceitando passivamente o cometimento de uma irregularidade/ilegalidade para resguardar interesse meramente privado. E o Poder Público (o nome já diz) tem o dever de preservar e defender o interesse público. Eu disse o dever, não a faculdade. A autoridade de trânsito não pode ponderar se vai ou não aplicar as penalidades previstas, ela tem a obrigação de aplicar a lei. Para isso foram eleitos pelo povo (povo aqui, leia-se: coletividade).

Os motoristas (se é que se pode chamar assim) "reclamões", antes de se insurgirem quanto à aplicação de penalidades cometidas, tem o dever de cumprir as leis de trânsito, como demosnstração de cidadania. Para isso foram treinados e habilitados. E a sua defesa não se realiza com "pressões" ou "reclamações" à mídia. É feita junto à JARI local e, ponto final! Quem não que levar multa, que não cometa infração às regras de trânsito, que por "tabela", também são "termômetros" para se medir o grau de cidadania e educação de um povo.

Estacionar sobre a calçada, fora a infração de trânsito, é uma baita falta de educação. Imagine a autoridade pública que possa ponderar, permitir este abuso. Aí seria o caos. Nenhuma multa, para qualquer infração de trânsito teria mais validade legal e moral. Se a fiscalização "tolera" uma, necessariamente perderá a autoridade para aplicar outras. Simples assim! Votar e pagar impostos prá que então? A Constituição da República é clara: "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, (...)." (Art. 5º - caput). Ou será que em Criciúma tem cidadão de uma "casta superior" que não precisa cumprir leis? Ou trata-se de "uma terra sem lei" com aplicação de lei apenas para alguns? Acredito (?) que não!

Não é a toa que Santa Catarina é o segundo Estado brasileiro em acidentes de trânsito. Balanço da Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (Fev 2009) coloca Minas Gerais como campeão geral no número de acidentes, pessoas feridas e vítimas fatais no país em todo o ano passado. O segundo lugar, Santa Catarina, apresenta metade das ocorrências e revelou um gasto, somente com acidentes nas BR`s, de R$ 1,24 bilhão contra R$ 1,44 bilhão de Minas. Isto sem levar em conta que os acidentes de trânsito no Brasil são o segundo problema de saúde pública do país, só perdendo para a desnutrição. O Brasil gasta 5 bilhões de dólares por ano com acidentes de trânsito, o que corresponde a 70% dos recursos do Sistema da Previdência referentes aos acidentes de trabalho.

Estudos mostram que a causa mais comuns de acidentes é o erro humano. Em todo o mundo, é responsável por mais de 90 % dos acidentes registrados. Principais imprudências determinantes de acidentes fatais no Brasil, por ordem de incidência: Velocidade excessiva; dirigir sob efeito de álcool; distância insuficiente em relação ao veículo dianteiro; desrespeito à sinalização e, dirigir sob efeito de drogas.

Quanto aos fatores determinantes das imprudências os estudos indicam: Impunidade; legislação deficiente; fiscalização corrupta e sem caráter educativo; baixo nível cultural e social; baixa valorização da vida; ausência de espírito comunitário e exacerbação do caráter individualista e, uso do veículo como demonstração de poder e virilidade.

E tudo começa com o cometimento de pequenas infrações, como se fosse normal cometê-las. E tudo começa na educação. E eu falo na educação anterior à obtenção da habilitação para dirigir. A educação que vem do "berço". Aí ..são "outros quinhentos." Ou, como dizem por aqui: "- Têmo mále!

Criciúma, 21 de janeiro de 2010.
Jairo Viana de Oliveira Junior

______________________________________________
PS.: Faltaram figurinhas né? Então ...tinha umas guardadas e, ontem, como estava com a máquina (em apenas uma rua) flagrei algumas irregularidades que compartilho com os amigos. Mas aí fica um questionamento: Se um cidadão consegue flagrar tantas e tamanhas irregularidades com frequência constante (reduntante assim), onde andam as "otôridades"? Vai ver eles não andam por onde eu ando! Que falta de sorte! Mas, falta de sorte de quem mesmo? Dos agentes de trânsito que raramente estão onde ocorrem infrações à lei de trânsito? Ou da coletividade que não tem um serviço de qualidade, visto que são servidores públicos pagos para fazer, aquilo que agora eles discutem se vão fazer ou não.  Ora sì, siamo molto male!


Sombra boa né? Também, botaram as árvores no lado errado da rua!


Aqui duas infrações: olha na esquerda dois estacionados na vaga do carro forte. E lá vem um perigo para os carros estacionados sobre a calçada: o pedestre.


Aqui três: contra-mão, sobre a calçada e em local proibido (repara na placa). Mas anula tudo! Ele acionou o "botão mágico" que anula toda e qualquer infração: o pisca-alerta.


A moto sobre a faixa de pedestre ainda tem um desconto, está meio apagada. O caminhão parado em fila dupla realizando operação de carga e descarga também: acionou o "botão mágico".


Aqui um desconto também. É muita placa, né? Muita informação: "Somente veículo de carga em serviço." Neste caso a sinalização foi colocada só prá enfeitar o poste.

09 janeiro 2010

EU VOU FAZER DO MUNDO UM LUGAR MELHOR!

Eu vou fazer do mundo um lugar melhor!

Eu vou manter esse sorriso no rosto!

Eu vou ensinar-me como entender!

Eu vou me tornar um homem melhor!
 
 

 
A BETTER MAN
Keb Mo

I'm gonna make my world a better place
I'm gonna keep that smile on my face
I'm gonna teach myself how to understand
I'm gonna make myself a better man

Veja muito mais em:
http://www.youtube.com/user/PlayingForChange
http://www.playingforchange.com/

08 janeiro 2010

PRÁ PENSAR


  Se não quiser chupar ...come!!!

07 janeiro 2010

NUVENS NEGRAS

Acabou 2009. Fracassou o COP-15. Iniciou-se no Brasil um "período de trevas" para a Legislação Ambiental, com a volta do pensamento medieval de "progresso à qualquer custo", patrocinado pelo poderoso lobby da agroindústria e do agronegócio, travestidos que foram de salvadores da economia brasileira. Não esqueçamos do PACC (Plano de Aceleração da Candidatura da Coroa) que não pode ser atrapalhado por esta bobagem de licenciamento ambiental. 


A Antártica esfria, o Pacífico se aquece, a Europa gela, a China congela, a chuva destrói e nós conformados acreditamos na mídia: "A culpa é do clima." Ledo engano! O clima mudou sim e, faz tempo, mas o problema está no homem, não na natureza. Nós fazemos parte dela! Nós precisamos dela! Ela não precisa de nós. E dá cada vez mais mostras disso. "A culpa é do homem!"


Esquece-se de olhar por outro prisma. Vivemos num país subdesenvolvido que não respeita lei alguma. Se fazem respeitar as que interessam aos poderosos. Apenas uma parcela de nossa sociedade é obrigada a acatar e cumprir. Outra parcela (só para citar um pequeno exemplo) estaciona o veículo sobre a calçada em frente à tua casa e te faz escutar, uma "jóia" do cancioneiro popular brasileiro, como o Funk da Xoxota à 120 dB (decibéis) e, ainda acha muito ruim quando tu reclamas.


Se a legislação fosse respeitada neste país de malas, meias, cuecas e caixas térmicas sobre a cabeça, por quem tem o dever constitucional e moral (?) de fazer cumprir as leis, o Poder Público, não se perderiam tantas vidas humanas. Está posto, à quem quiser ver e enxergar, que o grande problema ambiental brasileiro é a ocupação desordenada do solo urbano e rural, de onde se desencadeiam todos os demais. Nossos impostos não estão servindo para nada à não ser enriquecer um bando de loucos e, eleger outros tantos.


- Larga o Isopor ® e vai trabalhar! ... áh esqueci ...só depois do carnaval! 


E vem mais chuva por aí! Muita chuva! 


- Vais precisar de um Isopor ® maior ...prá não molhar esta cara-de-pau!



Criciúma SC - 06 de janeiro de 2010 - Foto: Jairo Viana